miércoles, 6 de febrero de 2008

Os tambores choram...

O lendário percussionista cubano Tata Guines morreu ontem num hospital de Havana, com 77 anos, anunciou a família do músico.

O «Rei do Tambor», como Tata Guines era conhecido, foi hospitalizado há nove dias na sequência de uma infecção renal, cancelando um digressão pela Europa.

O desaparecimento de Tata Guines é mais um rude golpe na música tradicional cubana depois da morte, nos últimos anos, de figuras como Ibrahim Ferrer, Pio Leyva, Compay Segundo e Ruben Gonzalez, todos membros do Buena Vista Social Club.

No hay comentarios: