lunes, 10 de marzo de 2008

Momentos de Felicidade

Parece que tudo se ilumina e cada coisa toma seu lugar como numa Salsa daquelas que começa lenta com poucos elementos e acabamos absortos num êxtase de felicidade e equilíbrio. Hoje um grande amigo convidou-me a jantar num simpático restaurante vegetariano, não sem antes quase ver-me involucrado por impulso natural numa manifestação nas traseiras da Câmara do Porto...jantei bem, comidinha super saudável, para variar rimos como tolos, misturando as conversas desde o comunismo abstracto na sua vertente neo prática, até a dança, com o pormenor de ter sido um jantar a três sem conversas sobre sexo, porque as conversas sobre sexo nem sempre vêm ao caso. Não bebemos álcool, não fumamos cigarros durante horas e a conversa que pelos elementos intervenientes até poderia ir pelos caminhos do existencial extraterrestre intelectualismo , correu bem...como todos nós gostamos. Na cavaqueira do costume, chegamos todos a uma curiosa conclusão: a naturalidade das pessoas na sua essência cultural, curtir a vida na sua forma mais saudável! Sem traumas, directas e alegres...vivas!
Confesso-vos meus amigos que hoje encostarei minha cabeça na almofada com o sentimento de que estou a viver momentos de muita felicidade na minha vida. Tenho a Salsa como cultura, um monte de livros ainda por colocar nas suas devidas e merecidas prateleiras, amigos sinceros, um amor profundo em construção, pessoas das quais gosto muito ver felizes porque todos merecemos encontrar isso, nas pessoas, nas pedras, nas ideias, no sentir, no partilhar... e a leveza de não sentir nenhum lastre que aprisione a minha alma...sou eu! que mais posso querer?
Só mais um pormenor. Acordar de manhã e sorrir à vida, porque pelos visto ela só tem feito isso...sorrir para mim. Agora, desculpem mais vou curtir esse sentimento, que pelos vistos veio para perdurar, repartir e compartir!

Apetece-me gritar aos quatro ventos o que sinto, prefiro guardar grande parte disso para a próxima Salsa que dancemos...quero que sintas comigo...

Obrigado.

PS: não vou embora, nem vou fechar o estaminé, volto já :)

No hay comentarios: