viernes, 14 de marzo de 2008

Salsa & Intimidades

Noutro dia conversava com um casal amigo e falávamos sobre dançar e as sensações que se têm conforme diferentes factores:

- O momento.
- O tipo de música.
- O que se sente na aproximação.
- O guiar...deixar guiar.
- Se se fala ou não.
- Se as pessoas se conhecem...não se conhecem.

Em fim, uma serie de factores...

É verdade que muitos usam e abusam da dança e a aproximação corporal consequente como meio para o engate. Mas também é verdade que muitas pessoas o fazem por diversão pura ou para chamar a atenção sobre elas...há de tudo como nos centros comerciais e zoológicos de escala nacional...

É curioso observar como nalguns casos, casais que não conseguem dançar entre se, o consigam fazer em harmonia com outras pessoas, sem que isso faça perigar cousa alguma...

Claro que há limites...e quais serão esses limites? Acho que ninguém os pode definir...Só o respeito...e até onde pode chegar o respeito?

Para isso em certas culturas existem regras, que não foram inventadas à toa. Vou adiantar-lhes algumas:

Se quiser dançar com uma desconhecida acompanhada. Primeiro aproxime-se aos dois e peça licença ao homem. Nunca a convidar enquanto ela vai ao bar e muito menos se sai da casa de banho ou se dirige à mesma. Sorrir sempre e mostrar educação. Ao fim da música, perguntar se quer dançar mais uma...mais do que duas consecutivas seria exagero. Quando acabar de dançar acompanhá-la até o acompanhante e agradecer a gentileza. Caso o acompanhante estiver ocupado a dançar com outra, fazer companhia até ele acabar e dizer umas tretas daquelas que todos dissem... Durante a dança, nunca olhar para o decote duma mulher, mesmo que seja difícil aguentar. Descobrir até que ponto ela (nos casos das não acompanhadas) tem algum interesse que não seja a dança, um gajo topar isso e não fazer com que ela se sinta rejeitada, mesmo quando a nossa vontade seria fugir, pois existem mulheres que gostam de provocar, ou são provocadoras por natureza...e nós não estamos nesse tipo de fases. Alias, mesmo estando em fase, fica mal...

No hay comentarios: