lunes, 9 de junio de 2008

Òrgão de Manzanillo

Conta-se que nos tempos coloniais um galego de apelido Borbolla enviou seu filho Francisco à Paris para aprender a arte da construção de órgãos. Anos mais tarde construiria ele próprio este instrumento musical que animaria as festas nessa região oriental cubana. Uma região dominada pelo rio mais caudaloso da ilha...o rio Cauto.

Estes instrumentos eram baptizados com nomes e suas melodias acompanhadas por percussão. Interpretam Danzones, Polkas, Sones, etc...

Funcionam com uma manivela e usam uns cartões furados. Casualmente em Portugal reside um pianista cubano conhecedor da arte de furar cartões para o Orgão Oriental (ou de Manzanillo)

Não sei se este centenário instrumento pode ser considerado como o antecessor dos actuais sintetizadores, ou midis ou seu operador ser considerado Dj. Uma coisa é certa ainda nos dias de hoje, em muitas ruas europeias podemos ver organistas a tocar nas ruas com macaquinhos e encontrei um vídeo em youtube com músicos holandeses a tocar numa rua musica cubana com um destes orgãos.





Curioso, não?

1 comentario:

Anónimo dijo...

Encontras sempre patricios..neste país à beira mar plantado..-)))...

bjs isabel